Viva Itabira - Portal da Cidade de Itabira - Cultura - História - Interatividade

Meio Ambiente

Problemas sociais X problemas ambientais.

Esta semana li um artigo interessante sobre uma pesquisa realizada nas grandes capitais brasileiras. O título do texto era “Problemas ambientais não fazem parte da realidade dos brasileiros” e, a partir daí, o autor apresentou o resultado da pesquisa realizada pela Market Analysis em 8 capitais brasileiras no ano de 2005. Eram duas tabelas, na primeira estavam as respostas para a pergunta sobre qual seriedade os entrevistados atribuíam para uma série de problemas ambientais citados. Na segunda, de forma espontânea, o público era convidado a responder “qual é o problema mais importante que o mundo enfrenta hoje?”

As respostas à primeira pergunta o público julgou como “muito sério” a maioria dos problemas ambientais citados, como poluição das águas e do ar, mudanças climáticas, etc. Na segunda pergunta, quando questionado sobre os principais problemas do mundo, o público apontou insegurança, corrupção, pobreza, miséria, desigualdade social, desemprego e, em sexto lugar, a crise ambiental. Diante desses resultados, o autor concluiu que os brasileiros não se preocupam com a questão ambiental, porque nas citações ela aparece em penúltimo lugar.

Entendo que há um equívoco e uma precipitação nesta interpretação. Em pleno século XXI já não podemos nos dar ao luxo de dissociar problemas sociais de problemas ambientais. Não é possível considerar os problemas ambientais como uma categoria de problemas sociais. Meio ambiente, numa acepção bem simplista, é onde vive a sociedade, ou seja todo problema social é um problema ambiental. O erro está em tentar separar as duas coisas.

O equívoco está presente na interpretação dos dados apurados na pesquisa. O brasileiro preocupa-se sim com a questão ambiental, mesmo que ainda não consiga identificar claramente que insegurança, corrupção, pobreza, miséria, desigualdade social e  desemprego são problemas ambientais. Vivemos em um mundo que sustenta-se em ciclos, tudo é interdependente e o todo sempre é afetado pelos movimentos de cada parte. Os problemas, sejam eles econômicos, sociais, raciais, territoriais, religiosos ou qualquer outro, são problemas ambientais porque afetam nosso meio ambiente.

Se formos analisar, por exemplo, a questão da fome, veremos que é impossível tratar da questão sem enxergar o macro cenário ambiental, incluindo economia, sociedade, poluição, contaminação, etc. Produzir alimentos é uma atividade que exige recursos tecnológicos, econômicos, humanos e naturais, em suma, envolve todo o meio ambiente. Infelizmente ainda não temos habilidade suficiente para pensar e agir com sustentabilidade no desenvolvimento econômico. Por isso gostamos tanto de separar problemas sociais de problemas ambientais. Como consideramos que a fome é um problema “apenas social”, vale tudo para produzir mais alimentos, inclusive poluir e degradar o meio ambiente. O mesmo acontece com o desemprego, a insegurança pública e outros ditos “problemas sociais”

Pensar nesta questões como problemas ambientais faz toda a diferença. Na questão da fome por exemplo: enormes extensões de terra são utilizadas para produzir bilhões de toneladas de alimento, com milhões de toneladas de veneno químico e adubos. Este procedimento altera o ecossistema local, provoca desmatamento, extinção da fauna e flora local, contaminação dos mananciais, proliferação de pragas cada dia mais resistentes aos agrotóxicos. E mesmo assim não resolve o problema da fome no mundo. Não estou propondo o fim da agricultura industrial. Sei da importância dessa atividade econômica para o mundo, os milhões de empregos gerados, os avanços tecnológicos alcançados e os benefícios .

Entendendo a fome como uma questão ambiental estratégica, podemos olhar para a realidade dentro de uma visão holística e comprometida com a sustentabilidade. A fome acentua as desigualdades sociais e, infelizmente, é utilizada como instrumento de dominação política. É possível utilizar os recursos naturais com mais inteligência e produzir mais alimentos com menores custos e menos impactos ao meio ambiente. Investir nas próprias comunidades que sofrem as dificuldades e buscar utilizar de forma sustentável os recursos tecnológicos, financeiros, humanos e naturais. Pode parecer uma utopia, mas não é.

A idéia é repensar a questão da fome como um problema ambiental: estimular a produção de alimentos o mais próximo possível dos consumidores para evitar gastos desnecessários com transporte; utilizar menos agrotóxicos e sistemas de irrigação mais eficientes; resgatar cultivares mais adaptados a cada região e valorizar a culinária local; fomentar a agricultura orgânica e controle natural de pragas; utilizar a educação ambiental como fator de conscientização e ferramenta de desenvolvimento; criar incentivos para o trabalho agrícola com adoção de novas técnicas e financiamentos; investir na formação de mercados mundiais reguladores de alimentos para enfrentar as adversidades naturais; repensar a agricultura para gerar menos impactos negativos; produzir respeitando a cultura e o saber fazer local das comunidades e respeitar a vocação dos povos.

Pode parecer um retrocesso ou um contra senso, mas é a forma mais sustentável de resolver o problema da fome. E isso se aplica a todos os outros problemas ditos “sociais”. Sob o olhar ambiental, as soluções são planejadas de forma sustentável, interdependentes e comprometidas com o equilíbrio. Fome, desemprego, insegurança e crises são problemas interligados e que tem um mesmo alvo: nós mesmos. Não dá mais para buscarmos soluções isoladas para cada um, é necessário uma visão ambiental.

Viver na Terra não pode ser um ato egoísta, somos mais de 6 bilhões de pessoas. Todos com os mesmos direitos, mas infelizmente, sem as mesmas oportunidades. Nossa responsabilidade cresce na medida que os problemas aumentam. É a tal da cidadania ecológica, lembra?


47 Respostas para "Problemas sociais X problemas ambientais."

  • Elson Lyra diz:

    Muito bom o texto, vale lembrar que nesse século XXI é muito acentuado o individualismo e a cada dia que passa nesse mundo globalizado maior o desemprego. É preciso entendermos também que o consumismo é um dos pontos mais fortes nesse século e através dele cada dia nos afastamos do ideal que é uma vida em grupo e acima de tudo com valores éticos. Nos canais de informação quantas propagandas do compre isso e aquilo incentivando mais ainda o individualismo. Na agricultura as pessoas saem em busca desse sonho e ao chegar na cidade grande deparam-se com o desemprego então com vergonha não sei envolvem-se com drogas e acabam destruindo a sí próprio. Precisamos mudar essa forma de pensar para que possamos buscar os valores de vida em grupo de maneira a contribuir com o próximo largar valores que é amplamente difundido nos canais de informação. O planeta pede socorro depende que façamos essa mudança antes que seja tarde, pensemos em nossos filhos e as próximas gerações.

  • LUIZ diz:

    adorei oo texto

  • izabela andrade santana diz:

    eu amei me ajudou de mais muito mesmo quantinuem assim q vocês vao longe muito alem do que imaginam

  • Geisa diz:

    O texto é muito argumentativo as colocações são bem claras, peguei algumas idéias para discutir com os meus alunos.

  • nicole diz:

    temos que melhorar'''''

  • Geisy Lótus diz:

    Assistir um documentário chamado "Ilha das Flores",que fala justamente o que vc retratou aqui. A questão ambiental,é limitada somente a natureza, isso contribui para a falta de consciencialização ou transformação das problemáticas ambientais. Com diz Morin: o todo está na parte,assim como a parte está no todo. Somos interligado. Questão ambiental e social não podem ser entendidas separadamente.

  • luis gustavo pereira diz:

    Eu adorei esse texto

  • ney silva diz:

    legal esse texto sobre isso é idea bruna

  • ryan diz:

    émuito legal essas coisas poblemas ambientais

  • maira diz:

    Olha vou te dizer,você tem toda arazao.Nós temos que fazer algo o mais rápido possível,ou então,aonde vamos parar não é verdade?Bom eu vou participar de um concurso na minha cidade realisado pela MICROLINS em minha escola,é uma bolsa de linguas,e eu tenho que estudadr sobre esse assunto para ganhar pelo omenos o 2 lugar.Sinceramente eu não sabia que a desigualdade social estava ligada dessa maneira com o meio ambiente.Eu vou usar esse argumento "iperforte" amanha na minha discetação.Obrigada tenho certeza que vou mesair muito bem. .Até mais.

  • sabrine diz:

    minha nossa eu não sei o que dizer temos que fazer alguma coisa rapido me ajudou no meu trabalho eu tirei nota 10

  • viviane diz:

    eu adorei este dia tão lindo beiojossssssssssssssssssssssss.

  • fabiane diz:

    nossa eu adorei isso . nos seres humanos temos que fazer isso mais rapido possivel antes que seja tarde demais.

  • Flávia diz:

    adorei porque me ajudou muito no trabalho nota100000

  • Cih diz:

    Mt bom foi uma ótima base pra minha redação =*

  • pedroluis diz:

    adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!loove!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • pedroluis diz:

    eu adoraria conhecer as cidadesda antiguidade

  • Tamiris diz:

    O nosso mundo esta tão chato assinm será porque?

  • Renata diz:

    Muito bom!

  • victor matheus diz:

    achei muito legal ,pois fala do que nós estamos sofrendo no nosso cotidiano, pois assim podemos saber do que está acontecendo com o nosso planeta. Se nos queremos ser ajudado primeiro o nosso planeta, pois esta sofrendo uma crise terrivel e se nos não ajudar o nosso planeta um dia ele pode acabar e nós vamos pensar como er bom ajudar o nosso planeta. SALVE O NOSSO PLANETA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • restar diz:

    vida ruin e asin galera

  • gisely Lobato diz:

    A queima de carvão e de combustíveis fósseis e os poluentes industriais lançam dióxido de enxofre e de nitrogênio na atmosfera. Ruim

  • carlos manoel diz:

    e assim que se aprende

  • chaiene diz:

    e muito bom mais tambem e muito ruim

  • bruno diz:

    so achei massa

  • thais diz:

    e muito bom esse textoo

  • Rui da Silva diz:

    E muito legal, porque este texto reflecte a realidade actual, no diz respeito as causas que provocam os desastre naturais. Como e notorio quase em todo o mundo.

  • Joelma diz:

    Esse texto foi muito bom pois aprendi muito sei que é difícil fazer com que tdos ajudem a cuidar do planeta mas cada um fazendo sua parte estaremos ciente amei esse texto

  • gabriela diz:

    oi. adorei o texto ele mostra realmente o que aconteçe com a sociedade brasileira . e o nosso mundo de hoje em dia.obrigado

  • Norma Solange Lira Pinheiro diz:

    É destinado para os que disseram que o texto é ruim.Aconselho a voces aterrizarem ,na lua não tem alimento.Apesar de todos terem direito ao seu comentario,devo alerta-los que é facil ingnorar um problema quando ainda não passamos por ele.Procurem colocar-se no lugar de quem já enfrenta esses problemas.Falou!

  • julio diz:

    puxa que legal amei o texto ira ajudar no programa escolar

  • thais diz:

    mUitO BOM!

  • Stéfane diz:

    Norsaaaaaaaaaaaaa........ nunca tinha percebido isso.. me ajudou bastante.. AMEIIIIIII..!! e nós QUERENDO ou NÃO .. isso tudo ai é VERDADE .. Que problemão heim!!

  • Francisco Philipe diz:

    Esse texto mostra um realidade muita clara, onde todos nós podemos contribui de maneira direta para esses problemas que afetam nossa sociedade.

  • Marcelo diz:

    Aí vai uma frase em que todos devem anexar ao seu cotidiano... "Se cada um limpar e cuidar do seu próprio espaço... A Terra fica limpa." Não ainda jogar a culpa nos orgãos responsaveis, cada um tem que começar dentro de casa e por aí vai. Apropósito... Gostei muito. Me mostrou um outro ângulo que eu nao tinha percebido. Parabéns.

  • kauê diz:

    adoroooo!!by lovee

  • gabi diz:

    e muito chato

  • Hóbber diz:

    Esse texto ta me ajundano em minhas aulas de geografia e vai ajudar também em meio ambiente o ano que vem . muito bom :-).............

  • jessica diz:

    Precisamos fazer algo o mais rápido possível.Afinal els estam destruindo o qu é nosso.

  • Carlos Alexandre diz:

    Nossa que problema é esse temos que fazer algo o mas rápido possível antes que seja tarde de mas.

  • luis felipe diz:

    oiiiiiiiiiiiiiiiii

  • Monique diz:

    Me ajudou muito no trabalho do curso de gestão em meio ambiente!!

  • Caroline diz:

    Problemão começa com coisas simples: Falta de conhecimento e/ou a simples ignorância das pessoas com relação ao que acontece no mundo. Concordo com Ana Paula ao dizer que o mundo precisa ficar melhor, mas não com a gramática da frase.

  • alice diz:

    ?

  • ana paula diz:

    nossa que problemao.o mundo precisa ficar mais melhor que esta muito chato

  • bruna diz:

    que coisa mais chata,arruma um melhor

  • maruio diz:

    muito ruim

Deixe seu comentário

Nome Preenchimento obrigatório
Email Preenchimento obrigatório

 

Home | Viva História | Viva Turismo e Lazer | Viva Artes e Cultura | Viva Drummond
Viva Agenda | Viva Interativo | Matérias Especiais | Rádio Viva Itabira
 
© 2008 Viva Itabira | Política de Privacidade | Anuncie Aqui | Fale Conosco